Competências Empreendedoras na Pandemia da Covid-19:

Um Estudo com PMES do Varejo de Moda

  • Henrique Pereira da Silva Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Editinete André da Rocha Garcia Universidade Federal do Ceará
  • Augusto Cézar de Aquino Cabral Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Competências empreendedoras, pandemia, crise, COVID-19, PMEs.

Resumo

As pandemias afetam direta e indiretamente o funcionamento de diversos setores da economia, e as consequências provenientes desse fenômeno podem ser específicas para cada setor. Alguns são impactados de forma mais negativa, enquanto outros podem até se beneficiar economicamente. Em vista disso, este estudo tem como objetivo investigar as competências empreendedoras dos proprietários de pequenas empresas do varejo de moda em meio à pandemia da COVID-19. Para isso, foi aplicada uma pesquisa qualitativa de caráter descritivo com oito empreendedores em uma cidade do interior do estado do Ceará. Os resultados indicam que os empreendedores desenvolveram na prática as competências empreendedoras dos grupos de realização e planejamento, bem como as competências empresariais de assertividade e controle emocional e lidar com riscos e dificuldades. A presente pesquisa é relevante, pois contribui para a compreensão acerca do gerenciamento das competências empreendedoras dos proprietários de PMEs que atuam no varejo de moda, considerando a conjuntura de crise instaurada pela pandemia da COVID-19. 

Biografia do Autor

Henrique Pereira da Silva, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Mestrando em Administração e Controladoria pelo Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria (PPAC) da Universidade Federal do Ceará (UFC) - Turma 2020-2022, na linha de pesquisa Organizações, Estratégia e Sustentabilidade (OES). Especialista em Metodologia do Ensino a Distância (UNINASSAU) e Graduado em Administração (UNICATÓLICA DE QUIXADÁ). Atualmente é Professor Tutor do Núcleo de Educação a Distância do Centro Universitário Christus (NEAD/UNICHRISTUS) atuando nos cursos de Administração, Gestão de Marketing e Processos Gerenciais.

Editinete André da Rocha Garcia, Universidade Federal do Ceará

Possui Doutorado em Administração de empresas pela Universidade de Fortaleza (2016), mestrado em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (2003), graduação em Direito pela Universidade de Fortaleza (1996) e graduação em Bacharel Em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará (1988). Atualmente é professora colaboradora do Programa de Mestrado e Doutorado em Administração e Controladoria da Universidade Federal do Ceará.

Augusto Cézar de Aquino Cabral, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Administração pela Universidade de Fortaleza (1988), mestrado em Administração pela Universidade Estadual do Ceará (1996), mestrado em Educação pela Universidade de New Hampshire - EUA - (1991) e doutorado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). É professor Titular da Universidade Federal do Ceará, com atuação na graduação e na pós-graduação, em particular no Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria (PPAC), nas linhas de estudos organizacionais e gestão de pessoas e estratégia e sustentabilidade. Atualmente, coordena o Mestrado Profissional em Administração e Controladoria - MPAC.

Referências

ARMUÑA, C.; et al. From stand-up to star-up: exploring entrepreneurship competences and STEM women’s intention. International Entrepreneurship and Management Journal, v. 16, p. 69-92, 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BAUM, J. R.; LOCKE, E. A.; SMITH, K. G. A multidimensional model of venture growth, Academy of Management Journal, v. 44, n. 2, p. 292-303, 2001.

BRASIL. Lei complementar n° 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Brasília/DF, 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp123.htm. Acesso em: 20 jul. 2020.

______. Ministério da saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n° 466 de 12 de dezembro de 2012. Brasília/DF, 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html. Acesso em: 29 jul. 2020.

CUCCULELLI, M.; PERUZZI, V. Post-crisis firm survival, business model changes, and learning: evidence from the Italian manufacturing industry. Small Business Economics, v. 54, n. 2, p. 459-474, 2020.

DILLI, S.; WESTERHUIS, H. How institutions and gender diferences in education shape entrepreneurial activity: a cross-national perspective. Small Buss Econ, v. 51, p. 371-392, 2018.

DOERN, R.; WILLIAMS, N.; VORLEY, T. Special issue on entrepreneurship and crises: business as usual? An introduction and review of the literature, Entrepreneurship & Regional Development, v. 31, p. 400-412, 2019.

EGGERS, F. Masters of disasters? Challenges and opportunities for SMEs in times of crisis. Journal of Business Research, v. 116, n. 1, p. 199-208, 2020.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Escola de Economia de São Paulo. Estudo estima que queda na economia brasileira pode chegar a 4,5% por conta do COVID-19. São Paulo, 2020. Disponível em: https://portal.fgv.br/noticias/estudo-estima-queda-economia-brasileira-pode-chegar-45-conta-covid-19. Acesso em: 28 mai. 2020.

GRAY, D. E. Pesquisa no mundo real. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

HAHN, D. The psychological well-being of student entrepreneurs: a social identity perspective. Int Entre Manag J, v. 16, p. 469-499, 2020.

JONES, L.; BROWN, D.; PALUMBO, D. Coronavirus: A visual gruide to the economic impact. BBB NEWS, London, 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/news/business-51706225. Acesso em: 28 mai. 2020.

KUCKERTZ, A.; et al. Startups in times of crisis: A rapid response to the COVID-19 pandemic. Journal of Business Venturing Insights, v. 13, n. 3, 2020.

LEITE, E. O fenômeno do empreendedorismo. São Paulo: Saraiva, 2012.

MAN, T. W. Y.; LAU, T.; CHAN, K. F. The competitiveness of small and medium enterprises: A conceptualization with focus on entrepreneurial competencies. Journal of Business Venturing, v. 17, n. 2, p. 123-142, 2002.

MCCLELLAND, D. C. The achieving society. Princeton, N. J.: Van Nostrand, 1961.

______. Testing for competence rather than for "intelligence". American Psychologist, v. 28, p. 1-14, 1973.

______. Characteristics of successful entrepreneurs. The Journal of Creative Behavior, v. 21, n. 3, p. 219-233, 1987.

QUINTILLÁN, I.; PEÑA-LEGAZKUE, I. Emotional intelligence and venture internationalization during economic recession. International Journal of Entrepreneurial Behavior & Research, v. 26, n. 2, p. 246-265, 2019.

SÁNCHEZ-GARCÍA, M. F.; SUÁREZ-ORTEGA, M. Diseño y Validación de un Instrumento de Evaluación de Competencias para la Gestión de la Carrera Empreendedora, RIDEP, v. 3, n. 45, p. 109-123, 2017.

SEBRAE. Impactos e tendências da COVID-19 nos pequenos negócios. Brasília, DF: Sebrae Nacional, 03 abril 2020. Disponível em: https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/7dddeac12565bd496af4d637b2d5638b/$File/19404.pdf. Acesso em: 28 mai. 2020.

SHEPHERD, D. A. Venture capitalist; introspection: a comparison of ‘in use’ and ‘espoused’ decision policies”. Journal of Small Business Management, v. 37, n. 2, p. 76-87, 1999.

TSILIKA, T.; et al. Entrepreneurial bricolage in the aftermath of a shock: Insights from Greek SMEs. Journal of Small Business & Entrepreneurship, 2020. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/08276331.2020.1764733. Acesso em: 01 mai. 2020.

XING, Y.; et al. Entrepreneurial team and strategic agility: A conceptual framework and research agenda. Human Resource Management Review, v. 30, n. 1, 2020.
Publicado
2022-04-01
Como Citar
Silva, H. P. da, Garcia, E. A. da R., & Cabral, A. C. de A. (2022). Competências Empreendedoras na Pandemia da Covid-19:: Um Estudo com PMES do Varejo de Moda. REMIPE - Revista De Micro E Pequenas Empresas E Empreendedorismo Da Fatec Osasco, 8(1), 79-98. https://doi.org/10.21574/remipe.v8i1.318