Gestão Orçamentária em Empresas Familiares

  • Leonardo Fabris Lugoboni Unib / Alfa / Fecap / Insper
  • Ana Caroline Silva Miguel Psicologia (Uninove Vila Prudente - Cursando)
  • Bruna Alves Da Silva Psicologia (Anhanguera SBC - Cursando)
  • Geovana De Morais Oliveira Administração ( FASB - Cursando)
  • Valmir de Santana Santos Junior Professor na Faculdade de Tecnologia Prefeito Hirant Sanazar (Fatec Osasco) – Centro Paula Souza
Palavras-chave: Empresas familiares; Orçamento; Planejamento.

Resumo

O orçamento e o planejamento são ferramentas de gestão fundamentais atualmente, por proporcionarem uma visão ampla e atual da organização. Partindo desta premissa, o presente artigo tem como objetivo apresentar a pesquisa compreender como é o processo de construção, execução e controle do orçamento em empresas familiares. O projeto consiste no levantamento de dados com 5 empresas familiares distribuidoras de combustíveis, onde foram realizadas as entrevistas com os gerentes financeiros. Após a coleta dos dados, observou-se que o fato dos membros da família interferirem ou se envolverem diretamente na construção, execução e controle do orçamento, pode atrapalhar o processo  por meio de divergências de ideias entre os familiares, o que dificulta alguns procedimentos que poderiam ser resolvidos em dias, mas levam semanas para serem concluídos. Por outro lado, percebeu-se também que os processos ocorrem com mais agilidade, o que é um grande diferencial. Além disso, quando o profissionalismo dos familiares é bem estruturado, a empresa ganha um grande diferencial, gerando harmonia entre funcionários e diretores, o que aumenta a competitividade e rapidez.

Biografia do Autor

Ana Caroline Silva Miguel, Psicologia (Uninove Vila Prudente - Cursando)

Psicologia (Uninove Vila Prudente - Cursando)

Bruna Alves Da Silva, Psicologia (Anhanguera SBC - Cursando)

Psicologia (Anhanguera SBC - Cursando)

Geovana De Morais Oliveira, Administração ( FASB - Cursando)

Administração ( FASB - Cursando)

Valmir de Santana Santos Junior, Professor na Faculdade de Tecnologia Prefeito Hirant Sanazar (Fatec Osasco) – Centro Paula Souza

Professor na Faculdade de Tecnologia Prefeito Hirant Sanazar (Fatec Osasco) – Centro Paula Souza

Referências

ALLOUCHE, J., et al., The Impact of Family Control on the Performace and Financial Characteristics of Family Versus Nonfamily Businesses in Japan: A Matched-Pair Investigation, Journal Family Firm Institute, Inc., Massachusetts, p. 315 – 329, dezembro/ 2008.

ALMEIDA, L. B., et al., Apoio à Formulação de Estratégia, de Controle e de interatividade: Um Estudo Exploratório nas Cooperativas Agropecuárias da Região Sul do Brasil, Revista Contabilidade Vista & Revista, Minas Gerais, v. 20, n. 3, p. 65 - 99, 2009.

ALVES, T. L. P. e BUSS, R. N., O Administrador e a Gestão de Empresas Familiares, Revista São Luis Orione, Tocantins, v. 1, n. 3, p. 81 – 112, 2009.

BECK, F.; CUNHA, P. R. e FRANZ, L., Honorários de auditoria: uma análise das empresas familiares e não familiares listadas na BM&F Bovespa, Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 17, n. 54, p. 720 - 735, 2015.

CAVALCANTI, C. X., Implantação do Orçamento como Ferramenta de Controle Gerencial: Um Estudo de Caso em uma Empresa de Médio Porte do Ramo de Rochas Ornamentais, Revista ADM.MADE, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 1 - 12, 2013.

CHAGAS, M. J. R. e ARAUJO, A. O., Orçamento Empresarial como Ferramenta de Auxílio à Gestão: Um Estudo Empírico nas Indústrias de Calçados da Cidade de Campina Grande-PB1, REUNIR – Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, Paraíba, v. 3, n. 3, p. 1 - 21, 2013.

CODESSO, M. M., et al., Práticas Orçamentárias Aplicadas em Empresas Hoteleiras no Brasil: um estudo na cidade de Balneário Camboriú, Revista Turismo Visão e Ação – Eletrônica, Santa Catarina, v. 15, n. 2, p. 279 - 294, 2013.

COSTA, A. M., MORITZ, G. O. e MACHADO, F. M. V., Contribuições do Orçamento Base Zero (OBZ) no Planejamento e Controle de Resultados em Organizações Empresariais, Revista Contemporânea de Contabilidade, Santa Catarina, v. 1, n. 8, p. 85 - 98, 2007.

COSTA, L. S. P., et al., De Pai para Filho: A Sucessão em Pequenas e Médias Empresas Familiares, Contabilidade, Gestão e Governança, Brasília, v. 18, n. 1, p. 61 - 82, 2015.

CRAIG, J. e MOORES, K., Strategically aligning family and business systems using the Balanced Scorecard, Journal of Family Business Strategy, Australia, p. 78 - 87, jan/ 2010.

DEBOLETO, G. A. G., et al., Análise do uso do Orçamento Empresarial em uma Empresa de Pequeno Porte: Um Estudo de Caso num Comércio de Iluminação, Comunicação & Mercado, Mato Grosso do Sul, vol. 1, n. 4, p. 98 - 114, 2013.

FERREIRA, F. B. e DIEHL, C. A., Orçamento Empresarial e suas Relações com o Planejamento Estratégico, Pensar Contábil, Rio de Janeiro, v. 14, n. 54, p. 48 - 57, 2012.

FREZATTI, F., Beyond Budgeting: Inovação ou Resgate de Antigos Conceitos do Orçamento Empresarial?, ERA – Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 45, n. 2, p. 23 - 33, 2005.

GOMES, G., LAVARDA, C. E. F. e TORRENS, E. W., Revisão da Literatura sobre Orçamento em Cinco Periódicos Internacionais nos anos de 2000 até 2009, REGE, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 107 - 123, 2012.

KORNACKER, J., SCHENTLER, P., WILLIAMS, H. J. e MOTWANI, J., Critical success factors for budgeting systems in the German context: an empirical analysis, Int. J. Business Excellence, Alemanha, v. 4, n. 6, p. 621 - 644, 2011.

LAVARDA, C. E. F. e PEREIRA, A. M., Planejamento e Controle orçamentário empresarial como Ferramenta de Apoio à Tomada de Decisão, ABCustos, São Leopoldo: Associação Brasileira de Custos, Rio Grande do Sul, v. 6, n. 1, p. 39 - 56, 2011.

LEITE, R. M., et al., Orçamento Empresarial: Levantamento da Produção Científica no Período de 1995 a 2006, Revista Contabilidade & Finanças, São Paulo, v. 19, n. 47, p. 56 - 72, 2008.

LESCURA, C.; BORGES, F. A. e BRITO, M. J., Relações de Parentesco em Empresas Familiares: Uma Abordagem Sócio antropológica, Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, Recife, v. 10, n. 3, p. 595 - 622, 2012.


LIMA FILHO, R. N. e BRUNI, A. L., Quanto mais faço, mais erro? Uma Análise sobre a Presença de Vieses Cognitivos em Julgamentos sobre Orçamento, BASE – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, Bahia, v. 10, n. 3, p. 225 - 239, 2013.

LOPES, A. L. e BLASCHEK, J. R. S., Minimizando as Deficiências do Planejamento Operacional com o Uso do Orçamento Baseado em Atividades, Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, Rio de Janeiro, v. 12, n. 2, p. 1 - 16, 2007.

LUNKES, R. J., FELIU, V. M. R. e ROSA, F. S., Pesquisa sobre Orçamento na Espanha: Um Estudo Bibliometrico das Publicações em Contabilidade, Revista Universo Contábil, Santa Catarina, v. 7, n. 3, p. 112 - 132, 2011.

MARQUES, J. C., et al., Plano de Sucessão em Empresas Familiares no Município de Primavera do Leste, Revista Eletrônica Gestão e Serviços, Mato Grosso, v. 6, n. 2, p. 1384 - 1401, 2015.

MARTH, A. e FEIL, A. A., Implantação do Orçamento Base Zero na Gestão de uma Empresa de Radiodifusão, Revista Eletrônica de Administração e Turismo, Rio Grande do Sul, v. 5, n. 3, p. 489 - 507, 2014.

MASSIS, A. e KOTLAR, J., The case study method in family business research: Guidelines for qualitative scholarship, Journal of Family Business Strategy, Australia, p. 15 - 29, maio/ 2014.

MONTEIRO, J. M. e BARBOSA, J. D., Controladoria Empresarial: Gestão Econômica para as Micro e Pequenas Empresas, RMPE – Revista da Micro e Pequena Empresa, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 38 - 59, 2011.

MUCCI, D. M.; FREZATTI, F. e DIENG, M., As Múltiplas Funções do Orçamento Empresarial, RAC, Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, art. 2, p. 283 - 304, 2016.

NASCIMENTO, G. H. F. e TEIXEIRA, M. S. F. S., O Orçamento Empresarial como Ferramenta de Gestão e Instrumento de Controle na Empresa ABCIND: Um Estudo de Caso, CONCISA - Revista Multidisciplinar da Área de Ciências Sociais Aplicadas, Minas Gerais, n. 2, p. 386 - 399, 2015.

PIOVESAN, A. e TEMPORINI, E. R., Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública, Revista Saúde Pública, São Paulo, v. 29, n. 4, p. 318 - 325, 1995.

PIRES, J. S. D. B. e MOTTA, W. F., A Evolução Histórica do Orçamento Público e sua Importância para a Sociedade, Enfoque – Reflexão Contábil, Paraná, v. 25, n. 2, p. 16 - 25, 2006.

PONTES, G. A., Orçamento Empresarial em Pequenas Empresas: Uma Análise para o Planejamento e Controle de Resultados, GETEC, Minas Gerais, v. 2, n. 1, p. 27 - 45, 2013.

PRIORE, E. R., et al., A Importância do Planejamento e Orçamento: Um Estudo de Caso Sobre o uso da Ferramenta de Orçamento em um Condomínio, ENIAC Pesquisa, São Paulo, v. 4, n. 1, p. 67 - 80, 2015.

QUINTANA, A. C., PERAZO, A. N. C. e FERNANDES, V. L. P., A Grade Curricular dos Cursos de Ciências Contábeis e os Resultados Institucionais no ENADE: Um Estudo nas Disciplinas da Área da Contabilidade Financeira e de Orçamento, Revista GUAL, Santa Catarina, v. 6, n. 3, p. 127 - 145, 2013.

SILVA A. T., ROSA, P. M. e PIRES, J. S. D. B., Uma Aplicação Prática de Orçamento Baseado em Atividades, UnB Contábil, Brasília, vol. 10, n. 2, p. 147 - 171, 2007.

SONGINI, L., GNAN, L. e MALMI, T., The role and impact of accounting in family business, Journal of Family Business Strategy, Australia, p. 71 - 83, abril/ 2013.

SOUZA, D.; CANTON, F. M. D. e JOHANN, G. B., O Papel do Orçamento no Plano Estratégico de um Supermercado, Revista de Administração, Rio Grande do Sul, v. 12, n. 21, p. 111 - 125, 2014.

SOUZA, P. e LUNKES, R. J., Praticas de orçamento: um estudo em empresas hoteleiras do Brasil, RETUR – Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, São Paulo, v. 9, n. 3, p. 380 - 399, 2015.

SRAER, D. e THESMAR, D., Performace and behavior of family firms: evidence from the French stock market, Journal of the European Economic Association, Europa, p. 709 - 751, junho/ 2007.

TAPPEINER, F., et al., Demand for private equity minority investments: A study of large family firms, Journal of Family Business Strategy, Australia, p. 38 - 51, março/ 2012.

VANZELLA, C. e LUNKES, R. J., Orçamento Baseado em Atividades: um estudo de caso em empresa distribuidora de energia elétrica, Contabilidade Vista & Revista, Minas Gerais, v. 17, n. 1, p. 113 - 132, 2006.

VERGARA, S. C., Método de Pesquisa de Administração, São Paulo, 2012, Ed. Atlas.

WARD, P. J. L., Planejar Para Prosseguir, Hsm Management, Paraná, v. 6, n. 41, p.83, 2003.

WEROLlN, A. E., A Elaboração de um Orçamento Variável, National Associetion of Accountants, Nova Iorque, v. 46, n. 5, p. 128 - 144, 1964.

WIENHAGE, P. e LAVARDA, C. E. F., Avaliação do sistema orçamentário como instrumento de gestão em empresas em processo de descontinuidade, RIC - Revista de Informação Contábil, Pernambuco, v. 6, n. 1, p. 23 - 38, 2012.

ZAMBON, E.P. e FASSINA, P. H., Orçamento Empresarial: Uma Análise em Estudos Internacionais, Revista Científica Fazer, v. 1, n. 3, p. 42 - 56, 201

DELFÍN, C.R; CANO, R. G e PEÑA, J. E. V, Funcionalidade familiar como estratégia para gerar empreendedorismo social no México, Revista Venezuelana de Gerência, 25(89),79-91, 2020.

MAVARES, A.C; QUIROZ, C.A.M e CHANCAY, T.S.A., Sistema familiar e continuidade das empresas familiares, Revista de Ciencias Sociales (Ve), XXV(4), 2019.

ZONATTO, V. C. S; Weber, A. e NASCIMENTO, Juliana Constâncio, Efeitos da Participação Orçamentária na Assimetria Informacional, Estresse Ocupacional e Desempenho Gerencial, RAC - Revista de Administração Contemporânea, 23(1),67-91, 2019.

ANDRADE, L.P; Capelle, M.C.A e Campos, R. C., Meu pai ainda está aqui, nas pessoas: sentidos subjetivos nas relações de trabalho em uma empresa familiar. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 7(2),145-169, 2018.

PORFIRIO, J.A; Felício, J.A. e Carrilho, T. Sucessão de empresas familiares: análise dos fatores de sucesso com base na teoria do empreendedorismo,
Journal of Business Research, Volume 115, Pages 250-257, July 2020,
FREZZATI, F.; DIOGENES, S.B; MUCCI, D. M e Beck, F., Estágio do ciclo de vida e perfil de empresas familiares brasileiras, RAE- Revista de Administração de Empresa, 2017, Vol.57(6), p.601(19).
Publicado
2020-07-01
Como Citar
Lugoboni, L. F., Miguel, A. C. S., Silva, B. A. D., Oliveira, G. D. M., & Santos Junior, V. de S. (2020). Gestão Orçamentária em Empresas Familiares. REMIPE - Revista De Micro E Pequenas Empresas E Empreendedorismo Da Fatec Osasco, 6(2), 351-376. https://doi.org/10.21574/remipe.v6i2.292