Empreendedorismo e desempenho competitivo de micro e pequenos negócios no Maranhão

  • João Gonsalo de Moura Universidade Federal do Maranhão - UFMA
  • Eden Do Carmo Soares Junior Universidade da Amazônia - UNAMA / Controladoria-Geral da União (CGU)
  • Antonio Cloves Silva Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
  • Káty Maria Nogueira Morais Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) / Universidade da Amazônia (UNAMA) / Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA)
Palavras-chave: empreendedorismo, gestão, desempenho competitivo

Resumo

O objetivo do presente estudo é avaliar a performance em ações gerenciais de empreendedores atuantes nos segmentos de alimentos e bebidas no estado do Maranhão, com vistas ao alcance de um desempenho competitivo satisfatório. Sob a perspectiva metodológica, a pesquisa é de caráter qualitativo, confeccionada de forma descritiva e explicativa; também é de campo, realizada com 90 empreendedores de micro e pequeno porte; os entrevistados se autoavaliaram em relação às suas performances na administração de tópicos cruciais como: custos, produtividade, competitividade e investimento/ampliação. Os resultados indicam baixa convicção das iniciativas adotadas pelos empreendedores e uma propensão a atribuir maior importância a algumas questões, relegando outras a segundo plano. Em linhas gerais, a autoavaliação feita pelos entrevistados revela a ausência de algumas características essenciais ao indivíduo empreendedor. A pesquisa contribui para os estudos sobre a performance de empreendedores associada ao desempenho competitivo satisfatório como fim. Evidencia-se as interrelações existentes no campo de estudos do empreendedorismo maranhense. Quanto à relevância, esta investigação colabora para o aprofundamento da aplicação efetiva de ações gerenciais por empreendedores maranhenses para a conquista do desempenho competitivo. O artigo traz ainda evidências estratégicas de performance empreendedora, podendo ser útil a análise comparativa com outras realidades.

Biografia do Autor

João Gonsalo de Moura, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1987), mestre em Economia pela Universidade Federal do Ceará (1991) e doutor em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2001). Atualmente é professor associado no Departamento de Economia da Universidade Federal do Maranhão. Integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico; sendo também Pesquisador Associado da RedeSist (IE-UFRJ). Atua, principalmente, nas seguintes áreas: crescimento econômico, desenvolvimento econômico e arranjos produtivos locais de micro e pequenas empresas.

Eden Do Carmo Soares Junior, Universidade da Amazônia - UNAMA / Controladoria-Geral da União (CGU)

Doutorando em Administração pela Universidade da Amazônia (UNAMA), Mestre em Desenvolvimento Socioeconômico pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) - 2016. Pós-graduado em Administração Pública pela Escola de Governo do Estado do Maranhão/Universidade Estadual do Maranhão (EGMA/UEMA) - (2003). Graduado em Ciências Econômicas (2010) e em Comunicação Social (1997), ambas pela UFMA. Auditor da Controladoria-Geral da União (CGU) desde 2004. Também foi Auditor da Controladoria-Geral do Estado do Maranhão (CGE/MA) e do Tribunal de Contas do Estado de Roraima (TCE/RR). Tem experiência na área de Auditoria Governamental, avaliação de Políticas Públicas e em Administração Pública.

Antonio Cloves Silva, Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Possui graduação em Administração pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, especializando em Administração Pública Contemporânea pela UFRGS, atualmente é assessor da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração da UEMA e consultor em gestão estratégica. Tem interesse de pesquisa na área de Administração nos seguintes temas: Redes de Relações Interorganizacionais, Redes de Cooperação e Sustentabilidade.

Káty Maria Nogueira Morais, Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) / Universidade da Amazônia (UNAMA) / Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA)

Doutoranda em Administração pela Universidade da Amazônia (UNAMA), mestre em Administração pela EBAPE/FGV (2010), especialista em Metodologia do Ensino Superior pela UFMA (2003) e graduada em Administracao pela UEMA (1998). Atualmente é Professora-Assistente da Universidade Estadual do Maranhão e Analista judiciário - Administradora - Tribunal de Justiça. Tem experiência na área de Administração, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologia da informação, mídias sociais e planejamento na gestão pública.

Referências

Bauer, M. W. Análise de conteúdo clássica: uma revisão. In: Bauer, Martin W.; Gaskell, George (Org.). (2007). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Tradução Pedrinho A. Guareschi. 6. ed. Petrópolis: Vozes. p. 189-217.
Bertolami, M., Artes, R., Gonçalves, P. J., Hashimoto, M., & Lazzarini, S. G. (2018, maio/junho). Sobrevivência de empresas nascentes: influência do capital humano, social, práticas gerenciais e gênero. Revista de Administração Contemporânea, v. 22, n. 3, p. 311-335.
Chanlat, J.-F. (1995). Quais carreiras e para qual sociedade? Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 6, p. 67-75.
Chizzotti, A. (2003). A Pesquisa Qualitativa em Ciências Humanas e Sociais: evolução e desafios. Revista Portuguesa de Educação, Universidade do Minho, Braga – Portugal, v. 16, n. 2, p. 221-236.
Convênio 003/2016 UFMA-Sebrae (2019): Acompanhamento da dinâmica dos negócios de micro e pequeno porte na economia maranhense. São Luís: UFMA, 83p.
Costa, A. M., Barros, D. F., & Carvalho, J. L. F. (2011, março/abril). A dimensão histórica dos discursos acerca do empreendedor e do empreendedorismo. Revista de Administração Contemporânea, vol.15, n.2, p.179-197.
Dornelas, J. C. (2001). Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Campus.
Ésther, A. B., Rodrigues, I. S., & Freire, E. S. (2012). A identidade empreendedora no contexto de empresas de pequeno porte. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 1, n. 2, p. 90-116.
Godoy, A. S. (1995, mar./abr.). Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas - RAE, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63.
Minayo, M. C. de S., & Sanches, O. (1993, jul./set.). Quantitativo-qualitativo: oposição ou complementaridade. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.9 n.3, p. 239-262.
Mocelin, D. G., & Azambuja, L. R. (2017). Empreendedorismo intensivo em conhecimento: elementos para uma agenda de pesquisas sobre a ação empreendedora no Brasil. Sociologias, vol.19, n. 46, p. 30-75.
Nascimento, S.; Lizote, S., & Verdinelli, M. A. (2016). Características empreendedoras e desempenho organizacional: uma análise com gestores de empresas incubadas. In: Anais do IX Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas. Passo Fundo – RS.
Nassif, V. M. J., Ghobril, A. N., & Amaral, D. J. (2009). Empreendedorismo por necessidade: o desemprego como impulsionador da criação de novos negócios no Brasil. Revista Pensamento & Realidade, v. 24, n. 1, p. 143-168.
Paulino, A. D., & Rossi, S. M. M. (2003). Um estudo de caso sobre Perfil Empreendedor – Características e traços de personalidade empreendedora. In: Anais Do III Encontro de Estudos Sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas. Brasília: UEM/UEL/UnB, p. 205-220.
Schmidt, S.; Bohnenberger, M. C. (2009). Perfil empreendedor e desempenho organizacional. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 3, art. 6, p. 450-467.
Schumpeter, J. A. (1982). Teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Abril Cultural (Os economistas).
Tonelli, M. J., Caldas, M. P., Lacombe, B. M. B., & Tinoco, T. (2003). Produção acadêmica em recursos humanos no brasil: 1991-2000. Revista de Administração de Empresas, v. 43, n. 1, p. 105-122.
Vergara, S. C. (2009a). Métodos de coleta de dados no campo. São Paulo: Atlas.
Publicado
2022-04-01
Como Citar
Moura, J. G. de, Soares Junior, E. D. C., Silva, A. C., & Morais, K. M. N. (2022). Empreendedorismo e desempenho competitivo de micro e pequenos negócios no Maranhão. REMIPE - Revista De Micro E Pequenas Empresas E Empreendedorismo Da Fatec Osasco, 8(1), 99-120. https://doi.org/10.21574/remipe.v8i1.336