Solução proposta a partir do modelo hélice tríplice para um projeto de biodiesel como potencial propulsor para a economia circular

  • Rodrigo Rodrigues Universidade Paulista
  • Abelino Reis Guimarães Neto Universidade Paulista
  • Rodrigo Franco Gonçalves Universidade Paulista
  • José Humberto Machado Tambor Centro Universitário ENIAC
Palavras-chave: Biodiesel, Economia circular, Tríplice Hélice, Óleo de cozinha, Sustentabilidade.

Resumo

A Economia Circular (EC) denota sensível relevância quanto aos efeitos positivos sobre a preservação ambiental e permite criar vantagens competitivas por empresas concomitantes à mesma. Este artigo explora especificamente um método proposto através do modelo hélice tríplice (3H) para a coleta do óleo de cozinha usado (óleo) em pontos específicos como feiras livres, Bom Prato - programa de segurança alimentar brasileiro criado no estado de São Paulo -, Comedoria - espaços de alimentação do Serviço Social do Comércio (SESC) –, praças de alimentação situados em Instituições de Ensino (IE), espaços de entretenimento, entre outros eventos realizados no munícipio de Guarulhos - SP. A transformação do óleo em biodiesel associada a recursos de tecnologia como geolocalização e leitura de Tags - em tradução livre para o português: etiquetas - para Identificação por Radiofrequência (RFID, do inglês Radio Frequency Identification), permite o reabastecimento de transportes para coleta de resíduos, bem como de geradores de energia a diesel baseados numa perspectiva de desenvolvimento sustentável.

Biografia do Autor

Rodrigo Rodrigues, Universidade Paulista

Pós-graduado em Segurança da Informação pela Universidade Nove de Julho

Mestrando em Engenharia de Produção pela Universidade Paulista (UNIP)

Abelino Reis Guimarães Neto, Universidade Paulista

Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Católica de Santos (UNISANTOS)

Especialização em Administração, Finanças Empresarias e Negócios pela Escola Superior Aberta do Brasil (ESAB)

Rodrigo Franco Gonçalves, Universidade Paulista

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo (USP)

José Humberto Machado Tambor, Centro Universitário ENIAC

Doutor em Biotecnologia na IEPG - Pós-Graduação Oswaldo Cruz

Referências

CECHIN, A. (2010). A natureza como limite dá economia. Contribuição de Nicholas Georgescu-Roegen. São Paulo: Ed. Senac / Edusp.

CERVO, A. L., BERVIAN, P. A., DASILVA, R., 2006. Metodologia Científica, 6 ed., editora Pearson Education, São Paulo.

CMMAD (1988). Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Nosso Futuro Comum. 2ndEd., Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1991

DAGNINO, R. A relação universidade-empresa no Brasil e o argumento da hélice Tripla. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, v. 2, n.2, 2003.

DIEHL, A. A., TATIM, D. C., 2006. Pesquisa em ciências sociais aplicadas, editora

Pearson Education, São Paulo.

DOBKIN, D. M. The RF in RFID - Passive UHF RFID in Practice. 2ndEd.,pp.21-22. Elsevier, 2008.

GRAY, D. E., COSTA, R. C. Pesquisa no Mundo Real. Editora Penso-Armed: Porto Alegre, 2011.

HUSAIN, I.A., ALKHATIB, M.F., JAMMI, M.S, MIRGHANI, M.E., BIN ZAINUDIN, Z & HODA, A. Problems, control and treatment of fat, oil and grease (FOG): a review. J Oleo Sci. 2014;63(8):749-752. Epub 2014 Jul 8. Review. PubMed PMID: 25007744

IGOE, T., COLEMAN, D., JEPSON, B. Beginning NFC: Near Field Communication with Arduino, Android, and PhoneGap. p. 12. O’Reilly Media (2014)

IPCC (2019). Intergovernmental Panel on Climate Change. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/soc/v18n41/1517-4522-soc-18-41-00216.pdf> Acesso em: 22 abr. 2020.

KIRCHHERR, J., REIKE, D., HEKKERT, M., 2017. Conceptualizing the circular economy: An analysis of 114 definitions. Resources, Conservation and Recycling 127: 224–232.

KUMAR, S., Moore, K.B. The Evolution of Global Positioning System (GPS) Technology. Journal of Science Education and Technology 11, 59–80 (2002). https://doi.org/10.1023/A:1013999415003

LEONTIEF, W. A economia como processo circular. Revista de Economia Contemporânea, v. 11(1): 124-125, jan./abr. 2007.

ROSSETTI, José. Paschoal. Introdução à Economia. São Paulo: Atlas, 19. Ed. 2002.

SILVA, A.; KOMATSU, R. Conceito dos 3R: um breve referencial para uma empresa sustentável. Revista Interatividade, p. 121-124, 2014.

Publicado
2020-07-01