Determinantes do tempo de vida de micro e pequenas empresas do varejo de vestuário em Campos dos Goytacazes em 2019

  • MANHAES, G. A. R Universidade Federal Fluminense
  • PROFETA, G. A. Universidade Federal Fluminense
  • ACAR, T. Universidade Federal Fluminense
  • RAMOS, R. R Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Micro e pequenas empresas, tempo de vida, vestuário, gestão empresarial, MQO

Resumo

No Brasil muitas das micro e pequenas empresas (MPEs) encerram suas atividades com menos de dois anos de existência, mas aquelas que conseguem estender seu ciclo de vida exercem importante papel econômico e social por meio da geração de postos de trabalho e de renda. Devido ao fato de ter se verificado a importância das MPEs no Brasil e em Campos dos Goytacazes para a geração de emprego e renda, a relevância do segmento de mercado ligado à indústria da moda para o município, assim como também observando que boa parte das MPEs possui uma mortalidade precoce, neste estudo buscou-se responder quais são os fatores que determinam o tempo de vida de MPEs em Campos dos Goytacazes, considerando o segmento de varejo de vestuário no ano de 2019. Para tal aplicou-se entrevistas semiestruturadas em 56 MPEs do segmento de vestuário situadas em Campos dos Goytacazes em outubro de 2019 e estimou-se um modelo econométrico proposto para mensurar os efeitos dos determinantes do tempo de vida das MPEs. De modo geral os resultados indicaram que as principais variáveis que mais impactaram no tempo de vida das micro e pequenas empresas do segmento de vestuário na região central da cidade de Campos dos Goytacazes foram as variáveis ligadas à gestão, especialmente no que tange ao planejamento. Logo, faz-se importante que os gestores e elaboradores de políticas públicas se atentem a essas variáveis de modo a garantir a sobrevivência dessas empresas e, consequentemente, a geração de emprego e renda.

Referências

BNDES. Porte de empresa. (2019). Disponível em: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/financiamento/guia/porte-de-empresa. Acesso em 22 de junho de 2019.

BOGMANN, Itzhak; Marketing de relacionamento: estratégias de fidelização e suas implicações financeiras. Ed. Nobel, São Paulo, 2000.

BONACIM, Carlos Alberto Grespan; CUNHA, Julio Araújo Carneiro da; CORRÊA, Hamilton Luiz. Mortalidade dos empreendimentos de micro e pequenas empresas: causas e aprendizagem. Gestão & Regionalidade, v. 25, n. 74, 2009.

BRASIL, Receita Federal do. Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. (2019). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LCP/Lcp123.htm. Acesso em 16 de outubro de 2019.

FERREIRA, Luis Fernando Filardi et al. Análise quantitativa sobre a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. Gestão e Produção, v. 19, n. 4, p. 811-823, 2012.

GAVA, Valdineia Cibin; MARTINS, André Guarçoni. Caracterização e causas da falência prematura de micro e pequenas empresas em Venda Nova do Imigrante-ES. Intelletto, v.1, n.1, p.24-39, 2016.

GOOGLE MAPS. Centro de Campos dos Goytacazes, RJ, Brasil. (2019). Disponível em: https://www.google.com/maps/place/Centro,+Campos+dos+Goytacazes+-+RJ/@-21.7571608,-41.3273698,15z/data=!4m5!3m4!1s0xbdd5b30991410f:0x62a8d4d604199479!8m2!3d-21.760181!4d-41.3221141. Acesso em 25 de outubro de 2019.

GREATTI, Ligia. O uso do plano de negócios como instrumento de análise comparativa das trajetórias de sucesso e de fracasso empresarial. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2004.

GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C. Econometria Básica-5ª ed..Amgh Editora, 2011.

IEME. Varejo de vestuário deve crescer 4% em volumes em 2018. (2018). Disponível em: https://www.iemi.com.br/varejo-de-vestuario-deve-crescer-5-em-volumes-em-2018/. Acesso em 23 de Junho de 2019.

JUCERJA. Estatística no mapa. (2019). Disponível em: https://www.jucerja.rj.gov.br/Informacoes/EstatisticaMapa. Acesso em 21 de junho de 2019.

PRADO, Marcelo Villin. Varejo de Moda em Transformação. (2018). Disponível em: http://www.iemi.com.br/varejo-de-moda-em-transformacao-2/. Acesso em 23 de Junho de 2019.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES. Perfil Campos 2018. (2019). Disponível em: https://www.campos.rj.gov.br/newdocs/1542233062PERFILCAMPOS2018.pdf. Acesso em 21 de abril de 2019.

SANTOS, Julio Cesar S. Qualidade no atendimento ao cliente. Clube de Autores. 1ª ed. 2011. 41p.

SEBRAE. Anuário do Trabalho nos Pequenos Negócios 2016. 2018. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Anuario%20do%20Trabalho%20nos%20Pequenos%20Neg%C3%B3cios%202016_.pdf. Acesso em 16 de novembro de 2018.

SEBRAE. Causa Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco anos de vida. 2014. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/SP/Anexos/causa_mortis_2014.pdf . Acesso em 15 de dezembro de 2019.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxas de sobrevivência e mortalidade das micro e pequenas empresas no Brasil – 2003/2005. Brasília: Sebrae, 2007.

SEBRAE. Sobrevivência das Empresas no Brasil. 2016. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/sobrevivencia-das-empresas-no-brasil-relatorio-2016.pdf. Acesso em: 10 de novembro de 2018.

SOUSA, Dayanne. Abit reduz projeção de crescimento do setor de vestuário de 2,5% para até 1%. 2018. Disponível em: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,abit-reduz-projecao-de-crescimento-do-setor-de-vestuario-de-2-5-para-ate-1,70002438357. Acesso em 24 de Junho de 2019.

TEIXEIRA, Carlos Alberto Chagas; DANTAS, Giane Gomes Teixeira; BARRETO, Carla Alessandra. A importância do planejamento estratégico para as pequenas empresas. Revista Eletrônica Científica da FAESB, v. 1, n. 1, 2015.

TONI, Graciliano. Mercado de moda deve crescer 3,1% ao ano até 2021. 2018. Disponível em: https://www.fiesp.com.br/noticias/mercado-de-moda-deve-crescer-31-ao-ano-ate-2021/. Acesso em 23 de Abril de 2019.
Publicado
2020-07-01